• Pedro poderia reembolsar Estado que lhe bancou do leite Ninho ao diploma de mestre

    O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) adotou nos últimos meses um discurso de estado mínimo e de melhor uso dos recursos públicos com corte de privilégios...

    O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) adotou nos últimos meses um discurso de estado mínimo e de melhor uso dos recursos públicos com corte de privilégios para autoridades. Não há ninguém em sã consciência ou que não usufrua de benefícios bancados com dinheiro público que seja contrário ao discurso de Pedro.

    Essa semana Pedro criticou os gastos do governador Ricardo Coutinho com a Granja Santana (residência oficial do governador), sem lembrar por certo, que seu pai, ex-governador Cássio Cunha Lima, gastou mais que Ricardo, mesmo sem morar na Granja.

    O problema é esse, quando o discurso não vem acompanhado da prática. Aí soa demagogo. Pedro até tentou atribuí alguma pratica ao seu discurso ao abrir mão do apartamento funcional que tem direito em Brasília por ser deputado, mas foi morar com o pai em imóvel igualmente bancado com dinheiro público.

    Aliás, não fosse os recursos públicos, Pedro sequer existiria, já que desde antes de nascer seu pai e provedor já ocupava cargo público eletivo ou não, ou seja, sempre foi pago com dinheiro do povo até hoje. Sendo assim, não é exagero dizer que do leite Ninho que Pedro se alimentou quando era criança, até o merecido diploma de mestre conquistado em Coimbra já no exercício de mandato, foram pagos com recursos oriundos do Poder Público.

    Eu não vou nem falar nas aposentadorias de ex-governador a quem têm direito a mãe e a avó do deputado, porque são direitos garantidos e merecidos a bravas mulheres que abdicaram de muita coisa para ajudar seus respectivos maridos na árdua tarefa de gerir um Estado como a Paraíba.

    Se quer mesmo contribuir para o fim dos privilégios e para o melhor proveito dos recursos públicos, Pedro Cunha Lima, bem que poderia começar a reembolsar o erário, já que inclusive mantém um emprego no setor privado como professor.

    Neste artigo

    Participe da conversa