• Sheyner anuncia Diretoria de Transparência na OAB-PB e convida ex-diretor da PF para comandar setor

    A repercussão dos questionamentos a falta de transparência com relação ao emprego dos mais de R$ 7 milhões arrecadados e gastos pela Ordem dos Advogados do Brasil...

    A repercussão dos questionamentos a falta de transparência com relação ao emprego dos mais de R$ 7 milhões arrecadados e gastos pela Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Paraíba, e a falta de explicação convincente da atual diretoria, levaram o advogado Sheyner Asfora, candidato a presidente da Ordem, a anunciar uma reforma administrativa com a criação da Diretoria de Transparência, Controladoria e Auditoria (Compliance) na OAB-PB, caso vença a eleição.

     

    Sheyner parece tá levando bem a sério esse tema e tem convencido cada vez mais advogados e advogadas da importância que ele representa para a categoria e para o momento atual do Brasil. Tanto é que, além de anunciar a criação da Diretoria, já convidou o advogado, ex-delegado e ex-superintendente da Polícia Federal na Paraíba, Antônio Toscano de Moura, para ser o diretor de Transparência da OAB-PB. Toscano aceitou o convite e disse que não poderia recusá-lo já que no momento presente outras instituições estão presando pela transparência, “a OAB-PB não pode ir na contra-mão do presente”. O ex-superintendente da PF disse ainda que vai envidar todos os esforços para colocar em pratica o programa de transparência proposto por Sheyner.

     

    Para Sheyner, tem muita coisa sem explicação e quando algumas justificativas são dadas pela atual gestão, na verdade, nada é efetivamente explicado, por isso, defende a criação da diretoria com total autonomia do diretor para colocar uma lupa nos gastos e investimentos da Ordem.

     

    Deve ser consenso entre a categoria, que transparência nos dias de hoje é um direito do advogado e uma obrigação da gestão, seja ela qual for.

    Neste artigo

  • Participe da conversa