• O discurso de João

    O discurso do governador eleito e agora diplomado, João Azevêdo (PSB), deixou muito claro como será o seu governo.   De continuidade sim, de acomodação jamais. Tolerante sim, fraco não. Garantidor...

    O discurso do governador eleito e agora diplomado, João Azevêdo (PSB), deixou muito claro como será o seu governo.

     

    De continuidade sim, de acomodação jamais.

    Tolerante sim, fraco não.

    Garantidor das liberdades, mas respeitoso com as divergências.

    Obediente ao povo, porém aberto ao diálogo republicano com a classe política.

     

    Essa foi a tônica do discurso de João, que pontou avanços dos governos Ricardo I e II, como se alertasse para sua responsabilidade de manter a Paraíba no status que alcançou nos últimos anos, demonstrando ciência que não será uma tarefa fácil. E ter ciência do quão difícil é sua missão, é um importante passo para cumpri-la com êxito.

     

    A fala teve um leve caráter político, reafirmando a posição progressista que a Paraíba manteve nos últimos anos e diante dos últimos acontecimentos políticos da cena nacional, mas sem rancor ou enfrentamento mais rígido.

     

    Para a sociedade um importante recado: “Esse diploma é bem mais que um documento de valor jurídico, político e histórico. Esse certificado é uma carta de compromisso assinada por milhares de paraibanos a quem devemos prestar contas, todos os dias a partir de agora”.

     

    Esse trecho de sua fala demonstra que João está ciente de que a partir de janeiro de 2019 ele cumpre mais uma etapa de sua carreira de servidor público, sendo agora o de matrícula número 01, o governador do Estado.

    Neste artigo

  • Participe da conversa