• Advogada paraibana casa dentro de UTI para ter presença do pai

    O amor é sentimento e como tal não se pode tocar, nem ver. Mas quando verdadeiro, é tão forte que desperta reações físicas: frio na barriga, suor...

    O amor é sentimento e como tal não se pode tocar, nem ver. Mas quando verdadeiro, é tão forte que desperta reações físicas: frio na barriga, suor nas mãos, taquicardia e às vezes chega a sufocar.

     

    No dia de ontem, em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital Real Português, o amor foi visto e quase pôde ser tocado, de tão presente e forte que se fez.

     

    É que a advogada Jéssica Gomes decidiu que a pessoa mais importante da sua vida, teria que participar de um dos mais importantes momentos de sua vida. Jéssica decidiu, planejou e trabalhou, para que seu pai, Marcos Venício, participasse do seu casamento, independentemente da condição em que se encontra.

     

    Venício sempre foi um paizão, não apenas dos quatro que ele pôs no mundo, mas dos sobrinhos, genros e noras que foram se incorporando a família. Sempre acolhia a todos com um sorriso no rosto e um abraço apertado. Conquistou o respeito e admiração dos filhos, sem necessitar alterar a voz. Os conquistou pelo amor, companheirismo, dedicação e antes de tudo, pelo exemplo.

     

    Quis o destino, ou sei lá o quê, que no dia 5 de abril de 2018, Venício entrasse numa sala de cirurgia (sorrindo e fazendo o sinal de vitória) e devido a uma complicação perdesse os sentidos, estando nesses últimos oito meses em coma, num leito de UTI.

     

    A vida, às vezes é cruel, justamente por isso, porque ela não para, para que um dos nossos possa se recuperar e a nossa vida volte a normalidade. É preciso tocar o barco, mesmo com o comandante “ferido”, em alguns casos.

     

    O tempo passou e o amor de Jéssica e Adonias, regado há mais uma década, não cabe mais em lares separados, é preciso “tocar o barco”, mais do que nunca, é necessário multiplicar o amor, para dividir a dor.

     

    Os dois então, resolveram se casar, mas decidiram também que “Seu Venício” não poderia ficar de fora deste momento.

     

    Ontem, após sensibilizar a direção e colaboradores do Hospital Real Português, e o juiz Clicério Bezerra, Jéssica e Adonias, receberam a benção de Venício para a união dos dois.

     

    E ali, naquele quarto de UTI, muitos puderam ver e quase tocar no amor, e o pai de Jéssica, se não pode ver, com certeza o sentiu.

     

    Neste artigo

  • Participe da conversa