• Cássio e a frieza para com Cartaxo

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi o entrevistado de estreia do programa Conexão Master de terça-feira. Ontem no teatro da TV Master, o tucano demonstrou claramente...

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi o entrevistado de estreia do programa Conexão Master de terça-feira. Ontem no teatro da TV Master, o tucano demonstrou claramente como anda a relação com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD). Fria como as noites de junho em Bananeiras.

    Cássio não defendeu Cartaxo quando levantado o assunto dos desvios da obra da Lagoa, pelo contrário defendeu investigação, apesar de alertar que investigação não quer dizer condenação; perguntado se o PSDB estava estava satisfeito com o tratamento dado pelo prefeito ao partido na estrutura da Prefeitura, o tucano encontrou argumentos sutis para dizer que não. Disse que o PSDB deu sua contrinbuição para reeleição de Cartaxo e dá ao governo, mas sem essa preocupação por essa ou por aquela secretaria. Ou seja, admitiu que os espaços dados aos tucanos não condizem com a plumagem.

    E mais uma vez divergiu do prefeito com relação a data para definição do candidato da oposição. Cartaxo cobra insistentemente que esse nome seja definido ainda este mês. Já Cássio e o PSDB vai esperar os festejos de Momo passar, quem sabe espere pelo bacalhau da Semana Santa ou ainda deixe a decisão para depois do dia da mentira.

    Por fim, Cássio disse repetidas vezes que não será o fim do mundo a oposição sair com duas candidaturas, já que o senador José Maranhão (MDB), está decidido a disputar a eleição. Aliás, se o tratamento com Cartaxo foi estilo Bananeiras, para com Zé, foi tipo meio-dia em Patos: caloroso por demais.

    Definitivamente, pode ser até uma relação de conveniência, mas está longe de ser confiança e cumplicidade.

    Neste artigo




  • Participe da conversa