• Conheça os nomes já confirmados para a equipe ministerial de Bolsonaro

    Veja quem já foi confirmado para a equipe ministerial do presidente eleito, Jair Bolsonaro: Onyx Lorenzoni Deputado federal pelo DEM do Rio Grande do Sul, assumirá a Casa Civil....

    Veja quem já foi confirmado para a equipe ministerial do presidente eleito, Jair Bolsonaro:

    Onyx Lorenzoni

    Deputado federal pelo DEM do Rio Grande do Sul, assumirá a Casa Civil. Por enquanto, atua como ministro extraordinário da transição.

    O ministro extraordinário do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.
                Onyx Lorenzoni – Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

    General Augusto Heleno Ribeiro Pereira

    Oficial da reserva, assumirá o Gabinete de Segurança Institucional (GSI). É chamado de “conselheiro” pelo presidente eleito.

    O general da reserva Augusto Heleno, indicado para ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), fala à imprensa no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde funciona o gabinete de transição de governo.
                 General Augusto Heleno – Antonio Cruz/Arquivo/Agência Brasil

    Paulo Guedes

    Economista que acompanhou Bolsonaro durante a campanha, ocupará o Ministério da Economia (unindo Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio).

    O economista Paulo Guedes, que assumirá, no governo de Jair Bolsonaro (PSL), o recém-criado Ministério da Economia, se reúne com o atual ministro da Fazenda, Eduardo Guardia
                 Paulo Guedes – Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Arquivo/Agência Brasil

    Sergio Moro

    Juiz federal, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, assumirá o Ministério da Justiça (fusão com a Secretaria de Segurança Pública e Conselho de Controle de Atividades Financeiras, Coaf).

    O futuro ministro da Justiça, juiz federal Sérgio Moro, durante coletiva de imprensa após reunião com o atual ministro da pasta, Torquato Jardim.
                  Sergio Moro – Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo/Agência Brasil

    Marcos Pontes

    Astronauta e próximo ao Bolsonaro, ficará à frente do Ministério de Ciência e Tecnologia, que deverá agregar também a área do ensino superior.

     

    O astronauta Marcos Pontes, futuro ministro de Ciência e Tecnologia, chega ao Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, para reunião no gabinete do governo de transição.
                 Marcos Pontes – José Cruz/Agência Brasil

    Tereza Cristina

    Deputada federal pelo DEM do Mato Grosso do Sul, engenheira agrônoma e empresária do agronegócios, assumirá o Ministério da Agricultura.

    A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina fala aos jornalistas depois de reunião com a equipe de transição no CCBB.
                Tereza Cristina – Antonio Cruz/Arquivo/Agência Brasil

    General Fernando Azevedo e Silva

    É militar da reserva e atuou como assessor do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. Assumirá o Ministério da Defesa.

    general Fernando Azevedo e Silva
                General Fernando Azevedo e Silva – José Cruz/Arquivo/Agência Brasil

    Ernesto Araújo

    Diplomata há 29 anos, Ernesto Fraga Araújo, é o atual diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Itamaraty. Formado em Letras, vai assumir o Ministério de Relações Exteriores.

    O futuro ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Fraga Araújo, concede entrevista à imprensa no CCBB.
                Embaixador Ernesto Fraga Araújo – Valter Campanato/Agência Brasil

    Roberto Campos Neto

    O economista, de 49 anos, vai comandar o Banco Central. Executivo do banco Santander e neto do ex-ministro Roberto Campos, Campos Neto é formado em economia, com especialização em finanças, pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

    O economista Roberto Campos Neto (Assessoria de Imprensa da transição/Divulgação)
                Roberto Campos Neto – Assessoria de Imprensa do governo de transição/Direitos reservados

    Wagner Rosário

    Servidor de carreira e ex-capitão do Exército, Wagner de Campos Rosário vai continuar no cargo de ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), que ocupa desde maio de 2017.

    O ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, durante o lançamento do novo Portal da Transparência do governo federal.
                           Wagner Rosário- Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Luiz Henrique Mandetta

    Ortopedista pediátrico, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), de 53 anos, vai assumir o Ministério da Saúde a partir de janeiro de 2019. Ele não se candidatou à reeleição e seu mandato termina no final do ano.

    Brasília - Deputado Mandetta (DEM/MS)fala durante discussão do processo de impeachment de Dilma, no plenário da Câmara (Valter Campanato/Agência Brasil)
               Luiz Henrique Mandetta Valter Campanato/Agência Brasil

    André Luiz de Almeida Mendonça

    André Luiz, AGU
                  André Luiz de Almeida Mendonça – Divulgação/PGU

    Advogado da União desde 2000 e com pós-graduação em Governança Global, André Luiz de Almeida Mendonça vai assumir a Advocacia-Geral da União.

    General Edson Leal Pujol

    Atualmente no Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, o general Edson Leal Pujol vai assumir o Comando da Força.

    Almirante de esquadra Ilques Barbosa Júnior

    Chefe do Estado-Maior da Armada (EMA), segundo posto na hierarquia da Marinha, o almirante de esquadra Ilques Barbosa Júnior será o novo comandante da Força.

    Tenente-brigadeiro-do-ar Antonio Carlos Moretti Bermudez

    No comando-geral de pessoal da Força Aérea Brasileira (FAB), o tenente-brigadeiro-do-ar Antonio Carlos Moretti Bermudez ficará à frente da Aeronáutica

    Neste artigo

  • Participe da conversa