• Presidente da Docas-PB se reúne com investidores para implantação do Estaleiro de Lucena

    A presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, se reuniu na manhã desta terça-feira, 29, com representantes da empresa responsável pela instalação de um estaleiro...

    A presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, se reuniu na manhã desta terça-feira, 29, com representantes da empresa responsável pela instalação de um estaleiro no município de Lucena, litoral norte do Estado. Participaram da reunião, Roberto Braga e David Saginaw, da MCQuilling; Jonathan Doria, da KPMG e Rodrigo Cavalcante, da Real Consultoria, além de Alessandro Marques e Bonfilho Martins, da Docas/PB.

     

    Os investidores apresentaram a Direção da Docas-PB, o atual estágio do empreendimento, que já possuem as licenças ambientais aprovadas pelos órgãos ambientais, e ressaltaram a necessidade de estreitar os laços do Governo do Estado, através da Companhia Docas, com um operador de estaleiros da China, que tem interesse em operar em Lucena.

     

    Após o encontro, foi anunciado que o grupo investidor juntamente com o operador chinês, irá criar uma comissão para visitar o local do estaleiro e se reunir com autoridades do Estado, em meados de março. Em seguida, o grupo quer reunir uma comissão do Estado da Paraíba para visitar o operador de estaleiros na China, para uma demonstração de como é feita toda a operação desenvolvida lá e que poderá ser realizada em Lucena também.

     

    Gilmara Temóteo destacou a importância do encontro como mais um passo importante para a consolidação de um empreendimento bilionário na Paraíba, como o estaleiro. “O trabalho que o Governo do Estado fez nos últimos anos fez com que a Paraíba seja hoje capaz de atrair investimentos como este. A Companhia Docas da Paraíba trabalha com este mesmo pensamento de contribuir para alavancarmos o desenvolvimento do nosso Estado”, destacou.

     

    O investimento que ultrapassa os R$ 3 bilhões, deve colocar Lucena no radar de investidores internacionais, o que irá impulsionar o mercado imobiliário local, gerar empregos e estimular a criação de novos negócios.

    Neste artigo




  • Participe da conversa